Como funciona a tecnologia que faz os celulares se comunicarem?Você já parou para pensar?



Como funciona a tecnologia que faz os celulares se comunicarem?

Você já parou para pensar quanto tempo que os celulares fazem parte de nossas vidas? É mais de uma década! E, durante todo esse tempo, muita coisa foi modificada e acrescentada aos aparelhos.

Até pouco tempo não se imaginava que poderiam fazer tantas coisas com apenas poucos toques na tela de um smartphone. Tanto que muitas pessoas já nem utilizam mais computadores, pois os celulares atendem perfeitamente bem.

Você já parou para pensar a respeito de como funciona a tecnologia dos aparelhos? E sabe dizer porque os telefones móveis ganharam o nome de celulares? Bom, essas e outras questões irei abordar neste artigo. Então venha comigo, você é meu convidado especial.


Como é feita a comunicação pelos celulares?

Como se sabe pode-se realizar com um celular diversas tarefas de forma bem rápida e isso faz com que se acostume com essa praticidade. Mas talvez você não tenha observado como que funciona essa tecnologia. Para se ter uma ideia a voz empregada em uma ligação transforma-se em sinais elétricos que caminham invisivelmente aos nossos olhos de forma semelhante as ondas do rádio. E é através de ondas que rádio que se dá a comunicação entre os celulares.

Os celulares não passam de telefone acoplado à um rádio comum, porém nos dias atuais ganharam tecnologias muito sofisticadas. E uma das diferenças entre os celulares e os rádios é que os celulares conseguem se comunicar vários na mesma frequência, e os rádios precisam cada um de uma frequência, outro problema é que no sistema antigo onde funcionavam como rádios walkie-talkies, demandariam uma quantidade grande de energia, e quanto maior a distância do celular da e a base de transmissão, a famosa torre, maior seria a potência, tornando os aparelhos celulares gigantescos, não sendo possível carrega-los no bolso. Os celulares hoje comunicam na tecnologia 4G/LTE caminhando para a 4G+/LTE Advance já atingem que chegam a 300Mbps para Download e 40mbps para Upload, as futuras redes 5g chegarão a 10Gbps. “A grande sacada que viabilizou os sistemas celulares foi a divisão das áreas a serem cobertas em células, daí seu nome”, diz o engenheiro Michel Yacoub, da Faculdade de Engenharia Elétrica da Unicamp. Células pequenas não exigem grande potência e permitem que os mesmos canais de transmissão possam ser reutilizados em outra célula, desde que não seja adjacente.

Dessa forma, um canal usado para uma conversa no centro da cidade pode, ao mesmo tempo, conduzir uma ligação em outro bairro sem que as duas se misturem. A cidade de São Paulo, por exemplo, é dividida em centenas de células. Cada uma delas possui uma antena retransmissora chamada estação radiobase, que, por sua vez, é ligada a uma central telefônica, conhecida como Central de Comutação e Controle (CCC). Essa central se conecta a outras CCCs e às centrais de telefonia fixa – com todo o resto do mundo.

E como as ondas viajam rapidamente pelo ar não há a necessidade de usar fios, e por isso mesmo não conseguimos perceber visivelmente esses detalhes. Antes, neste post, te fiz uma pergunta se você tem a curiosidade de saber porque o telefone é chamado de celulares.

Pois bem, eles receberam este nome como falado acima devido ao fato de que as regiões que são servidas pela tecnologia móvel foram divididas em áreas que ganharam o nome de “células”. Assim cada uma delas possui uma estação que contém uma ou mais antenas, e são responsáveis pela captação das mensagens provenientes dos aparelhos. E se for preciso são transferidas para uma Central de Computação e Controle (CCC).

E não para por aí. A partir do momento que se chega nesta Central através de computadores logo se localiza o destinatário da ligação, e se ele não se encontrar na mesma célula a chamada é completada automaticamente. É claro que para fazer essa localização através do computador é necessário que o celular esteja ligado.

Agora se estiver ligando de um município diferente ou outro estado é necessário que se utilize o DDD em que o aparelho é registrado para completar a ligação. E em muitas vezes uma ligação que é realizada entre dois aparelhos celulares pode ter o seu sinal passando por uma rede telefônica comum para facilitar a transmissão de mensagens, normalmente usadas em chamadas internacionais. Além disso, as células são de tamanho diferente, conforme o volume das ligações e ainda os obstáculos das ondas de rádio. Quanto maior a quantidade de celulares em uma região maior será a célula. Você já deve ter passado pela situação onde tenta fazer uma ligação e não completa, nesses casos provavelmente a célula não está suportando a demanda, e o resultado é que não completa a chamada.

Atualmente a comunicação dos celulares têm sido cada vez mais rápida e dinâmica, principalmente após o surgimento dos smartphones, cujo nome pode ser traduzido como “telefone inteligente”, e que representa a evolução natural dos primeiros aparelhos de celulares.

Afinal, que são smartphones?

Eles são considerados híbridos porque ficam entre os celulares e os computadores. Mesmo que não tenha um hardware potente como PC também não são tão simples como se poderia imaginar em relação ao telefone tradicional. Além do mais, o smartphone possui um sistema operacional que um celular comum não tem. Que atualmente é o Android para a grande maioria dos fabricantes, Motorola, Samsung, Lg, Xiaomi e o IOS para Apple.

Comunicação facilitada

Após o surgimento e desenvolvimento dos smartphones a comunicação entre as pessoas ganhou novas dimensões. Você pode fazer uma ligação tradicional como também utilizar aplicativos que permitem realizar essa mesma comunicação geralmente mais barata, pois utiliza-se somente a conexão à internet.

Dessa forma, às vezes você só precisa fazer um simples toque em uma tecla ou aplicativo, inclusive em atalhos para se comunicar com outra pessoa em qualquer parte do mundo.

Por mais que estejamos acostumados com o botão “ligar” dos aparelhos há uma tendência para que os novos smartphones surjam no mercado sem ele. Como exemplo têm-se o Meizu que não possui nenhum tipo de botão ou entradas físicas (porta de entrada) como, por exemplo, USB.

E essa tendência pode alcançar gigantes como a Motorola que deve adequar alguns aparelhos com sensores nas laterais. Para se ter uma ideia a respeito desse tipo de tecnologia os novos smartphones sem botões vão funcionar de forma semelhante ao celular padrão. A diferença é que não terão os botões e sim os sensores inteligentes.


VoLTE a nova tecnologia de chamadas

A rede 4G trouxe mais facilidades a conexão à internet através de smartphones. As expectativas agora se voltam para tecnologias como a VoLTE ou simplesmente Voz sobre LTE (no inglês, “Voice over LTE”), simplesmente trabalham com a chamadas de voz e vídeo.

Para se ter uma ideia do que realmente o VoLTE tem chamado a atenção de muitas pessoas aqui no Brasil é que a chamada de voz utiliza como redes o GSM e o WCDMA e as transmissões de dados são realizadas por meio de redes 3G, enquanto as transmissões de dados são realizados por meio de redes 3G (HSPA) e 4G (LTE).

Com a tecnologia VoLTE tanto as chamadas feitas por voz quanto por vídeo passam a ser reconhecidas como dados, ou seja, elas vão trafegar através da rede 4G. Dessa forma, as ligações que foram realizadas entre os usuários que possuem essa tecnologia terá melhor qualidade tanto de som quanto de imagem, e principalmente sem os terríveis travamentos.

Por outro lado, com o uso dessa tecnologia você não vai gastar franquia de ligações que fazem parte do seu plano de celular, mas sim o plano de dados, o que é mais interessante utilizar assim uma rede Wi-Fi.

Quem já teve contato com essa tecnologia sabe que por enquanto somente duas operadoras no Brasil oferecem o serviço: TIM e Vivo. Por isso é importante ressaltar que se você ficou interessado nessa tecnologia saiba que ela só é aplicada em aparelhos que possuem esse acesso. Se você utiliza o VoLTE e vai fazer uma chamada para um aparelho que não o possui saiba que ela será feita através de uma conexão 3G.

Quer ficar por dentro de todas as novidades tecnológicas dos celulares? Cadastre-se gratuitamente no blog.

31 visualizações1 comentário